1. Motivos para a escrita do Pentateuco:

2. Cenário Religioso de Gênesis: O livro inicia retratando um cenário perfeito da criação, mas rapidamente mergulha na queda do homem e nas consequências do pecado. Gênesis também descreve as práticas religiosas dos primeiros patriarcas e suas interações com Deus.

3. Objetivo de Gênesis: Contar a origem do universo, da humanidade e da nação de Israel, estabelecendo o cenário para os eventos dos livros subsequentes.

4. Profecia sobre Jesus em Gênesis: Gênesis 3:15 é visto por muitos como uma profecia messiânica, onde a descendência da mulher esmagaria a cabeça da serpente, uma referência à vitória de Cristo sobre o pecado e a morte.

5. Tema de Êxodo: Libertação dos israelitas da escravidão no Egito e a estabelecimento da aliança de Deus com Israel no Monte Sinai.

6. Autor do Pentateuco: Tradicionalmente, Moisés é considerado o autor do Pentateuco.

7. Uso de “luzeiros” e “luminares” em Gênesis 1:14: O autor emprega tais termos, possivelmente, para evitar a deificação do sol e da lua, algo comum em culturas vizinhas.

8. Gêneros Principais do Pentateuco: Narrativo e Legislativo.

9. Definição e Objetivo da Lei: A lei expressa o caráter santo de Deus, fornecendo diretrizes para um viver correto. Seu objetivo não é salvar, mas revelar o pecado e servir como “pedagogo” para conduzir as pessoas a Cristo.

10. Papel da Lei: A lei não tem poder de salvar ou santificar por si só. Ela revela a necessidade humana de redenção.

11. Função de Israel: Israel foi escolhido como um povo especial para ser uma luz para as nações, demonstrando a glória de Deus e atraindo outros a Ele.

12. Lei e o Cristão: Os cristãos vivem sob a “lei de Cristo” (amor e graça) e não estão mais sob a lei mosaica.

13. Deus e a Atenção para Si Mesmo: Deus busca glória para Si não por egocentrismo, mas porque, em Sua perfeição, somente Ele é digno de adoração e louvor.

14. Limitações da Lei: A lei, apesar de boa e justa, revela a incapacidade humana de alcançar a santidade por méritos próprios, apontando para a necessidade do Salvador.

Este é um breve resumo dos pontos discutidos sobre o Pentateuco. Lembrando que o Pentateuco é a base do Antigo Testamento e contém uma riqueza de informações sobre a relação de Deus com a humanidade e a formação da identidade de Israel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *